Kategorie: história

Exclusive Mining: Blockchain facing the dilemma of good and evil

 

One of the most controversial techniques of transactions of crypto currencies through the Blockchain network, is the so-called Exclusive Mining. This is a procedure that is used for various purposes, including crime.

In a recent study published by Elias Strehle, from Blockchain Research Lab and Lennart Ante, from the University of Hamburg, this topic was analyzed in depth. The article concludes that exclusive mining is difficult to detect, making it ideal for money laundering.

On the other hand, this technique, can have less sinister purposes. In this case, one could be talking about paying low commissions. In any case, the security of the Blockchain network prevents to know with what purpose the Exclusive Mining is being done.

What does it mean to do Exclusive Mining in Blockchain?

Generally, when a transaction is made, the first function it fulfills is to inform the miners that it is pending. Once confirmed, the transaction is sent through the peer-to-peer network.

However, some people want to make transactions avoiding this modality of Regular Mining. In this sense, they choose to send their transactions directly to the miners outside the Blockchain, without propagating it through the Blockchain, this process is known as Exclusive Mining.

In other words, Exclusive Mining is presented to certain miners (and not to the Blockchain in general) with attractive commissions, which they cannot refuse. The main motivation for this is tax evasion and money laundering.

„Between the person who sends the transaction and the miner who receives it, an exclusive channel of communication is created outside the Blockchain network. Through this channel, the miner sends the transaction to the recipient. Neither the sender nor the miner propagates the transaction over the Blockchain peer-to-peer network,“ the article explains.

Report reveals that cryptographic washing was reduced by 35%

Ideal for money laundering
The fact that a transaction is invisible to any other member of The News Spy, makes Exclusive Mining very attractive for criminal activities. As listed above, the most common ones are money laundering and tax evasion.

Avoiding these crimes is really difficult, the study points out, since it depends on the honesty of the miner who receives the transaction proposal. „And the reality is that not all miners are necessarily honest.

To ensure that a really hidden transaction is made, the criminals offer high commissions to the miners. In this way, it is practically impossible to trace a transaction, as Exclusive Mining operates in the opposite way to Regular Mining within Blockchain.

„Exclusive Mining allows the miners to retain a transaction and integrate it exclusively into their own block. In this way, the miner secures a transaction with a high commission, which cannot be processed and shared with other miners,“ states the investigation.

Se a História se Repete: Preço do bitcoin a $430.000 durante a próxima corrida de touros

Avaliando o desempenho passado, um popular proponente da moeda criptográfica observou que a Bitcoin poderia „lua“ para $430.000 até o final de 2021.

Embora a história não seja um indicador preciso para a evolução futura dos preços, um popular analista de moedas criptográficas fez uma previsão convincente mostrando que se a Bitcoin Evolution repetir sua corrida de touro 2016-2017 com o mesmo aumento percentual, ela terminará em $430.000 em 2021.

Bitcoin A $430.000?

A principal moeda criptográfica construiu uma reputação de vencer as probabilidades desfavoráveis no passado. Sua volatilidade é bem conhecida entre os investidores, com alguns aumentos e quedas históricas de preços.

De acordo com o popular analista de moedas criptográficas CryptoBull, se Bitcoin quiser repetir seu desempenho na corrida de touro passada, pode acabar em $430.000.

Ele baseou suas opiniões em ciclos plurianuais anteriores. A BTC atingiu o topo no final de 2013 com mais de US$ 1.000 antes de entrar em um mercado em baixa nos próximos dois anos e meio.

Finalmente conseguiu quebrar acima da longa resistência em meados de 2016 e, ao fazê-lo, iniciou uma das mais impressionantes corridas de touros em sua história relativamente curta.

No ano e meio seguinte, a Bitcoin passou de US$ 420 para um recorde histórico de quase US$ 20.000 em dezembro de 2017. Isto equivale a um aumento de aproximadamente 4.600%.

Após o aumento do preço parabólico de 2017/2018, a BTC entrou novamente numa espiral negativa por cerca de dois anos e meio. A CryptoBull apontou que ela rompeu com a resistência após ter conquistado $9.400 há algumas semanas.

Como tal, como os dois cenários parecem idênticos até agora, outro aumento semelhante de 4.600% levará o ativo a um recorde de $430.000.

Farto ou Inteiramente Plausível?

Por gráfico da CryptoBull, a BTC poderia chegar a $430.000 no final de 2021. Talvez isto pareça um pouco rebuscado para a maioria agora, já que a Bitcoin acaba de entrar na faixa de preços baixos de cinco dígitos.

Além disso, com mais de 18,5 milhões de bitcoins extraídos até então, isto faria disparar o limite total de mercado do ativo para $7.955.000.000.000 (quase $8 trilhões de dólares). Isto colocará o Bitcoin muito próximo do atual limite de mercado do ouro de mais de $10 trilhões de dólares.

Embora tal resultado pareça questionável, para dizer o mínimo, vários outros sinais sugerem que a primeira moeda criptográfica de sempre entrou de fato em uma corrida de touro, o que poderia levá-la a um território de preço de seis dígitos.

Uma bem conhecida moeda criptográfica YouTuber recentemente trouxe várias razões pelas quais a Bitcoin poderia subir de valor nos próximos anos.

Curiosamente, ele reconheceu a quebra acima da mesma resistência em US$ 9.400 e acrescentou os ciclos mensais da BTC, o famoso modelo stock-to-flow, a mentalidade HODLing entre os investidores e a métrica Puell Multiple. Por fim, ele foi mais modesto em sua previsão, mas afirmou que Bitcoin poderia chegar a 100.000 dólares até o final de 2022.